segunda-feira, 23 de junho de 2008

O que diferencia sua empresa da concorrência?

Todos os produtos são iguais? O que pesa na hora da compra? O preço é tudo? Estas e outras questões têm uma resposta: a marca. Cada vez mais empresários e especialistas do mercado têm percebido que o grande diferencial do século XXI é a marca.

As pessoas dão maior significado a produtos e serviços que tenham uma marca pré-estabelecida no mercado. É como se fosse um certificado permanente de garantia de qualidade, bons serviços e prestígio. Portanto, investir na manutenção e criação de marcas é premissa básica para a solidificação dos negócios. E não se trata apenas de marcas voltadas a simples comercialização de produtos diretamente ao consumidor. A política de comunicação também deve estar voltada à solidificação da marca institucional da organização, o que garante credibilidade sob as ações desempenhadas pela empresa.

A constituição de uma marca é composta de vários elementos de comunicação, cujo objetivo é agregar valor e dar brilho as ações realizadas pela empresa. O composto de comunicação que envolve a construção da marca vai desde a criação do logotipo até a realização de eventos, passando por comunicação interna, propaganda, branding, assessoria de imprensa, relações públicas, comunicação digital. O mais importante é ter tudo isso dentro de um plano que esteja interligado com o planejamento estratégico da empresa.

A composição de trabalhos de comunicação será vital para determinar qual será a imagem que o consumidor final e os demais públicos terão sobre a organização. É, pois, fundamental ter todas as ferramentas e ciências da comunicação integradas para dar maior força à formatação final de uma imagem singular que possa subsidiar produtos, serviços e todas as ações realizadas pela empresa.

Planejar e reavaliar o grau de interação da marca com os públicos é fator preponderante para a manutenção dos negócios. Com isso, a política de comunicação das empresas deve ter um capítulo especial para tratar do assunto com o esmero necessário. Uma marca bem cuidada é o maior ativo de uma empresa, é a garantia de suporte para bons negócios, ganhos de mercado, espírito de equipe, respeito, credibilidade e sucesso.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Você já disse bom dia hoje?


A comunicação é realmente fantástica. Pode ser motivadora. Pode ser detentora de mensagens desanimadoras para o resto do dia. Também pode fazer com que uma equipe renda acima do esperado. É responsável pela integração de um time, de uma cidade, de um país.

Os líderes responsáveis pela propagação de mensagens, notícias e diversas informações têm que saber lidar com as várias vertentes da comunicação. Têm que saber da importância de cada palavra dita, de cada parágrafo escrito e até mesmo daquilo que deixou de falar. Um líder é avaliado pelos seus liderados a cada atitude, a cada minuto.

O propósito de quem emite uma comunicação é sempre obter uma resposta favorável; motivar uma ação que corresponda a seus desejos. É preciso ter pensamento estratégico, verdadeiro e determinado. O emissor deve acreditar naquilo que deseja e comunica, caso contrário, pode ter certeza, o receptor irá notar.

Observe quando você chega ao escritório. A comunicação que emite através de suas palavras, de seu humor, de seu tom de voz será responsável pelo comportamento dos liderados, pelo bem-estar espiritual do escritório, pela boa realização de tarefas. Enfim, é o que poderá determinar um dia agradável ou não.

Os líderes são responsáveis pela carga comportamental que impera no ambiente de trabalho. É através de atitudes simples que o funcionário irá comentar mais tarde em sua casa, no bar com os amigos, em outros ambientes, como é a verdadeira cultura da empresa que trabalha. Tal repercussão pode ser levada a clientes, imprensa, formadores de opinião, fornecedores, entre outros públicos. Isso tudo tem um preço, que pode ser muito alto.

Tenha consciência e responsabilidade sobre aquilo que comunica. Seja claro, preciso e harmonioso. Não busque resolver problemas com outros problemas, pois de um líder se espera soluções. E ao começar o seu dia, não esqueça, todo resultado almejado pode ser comprometido por apenas um início: bom dia!

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Namoro sem conteúdo não dá!

Navegar pelos sites da internet é como um namoro, se não há conteúdo, não deve durar por muito tempo. É fácil perceber nas pesquisas de navegação que os internautas procuram acessar aqueles sites com os melhores conteúdos de informação e interação, com novidades, visualmente dinâmico e que ofereça uma linguagem interativa com a necessidade do leitor. Por isso, cada vez mais é preciso cuidar com afinco do conteúdo da internet, buscando valorizar cada informação, cada espaço destinado a interagir com os visitantes, para que ele não seja somente um freqüentador assíduo, mas também um propagador para outros visitantes.

Cada vez mais a internet tem ocupado espaço nas relações de comunicação com o mercado, na venda de produtos, divulgação de serviços, fortalecimento de marcas e apoio institucional. Dados do mercado nacional apontam que as empresas investiram R$ 526,6 milhões em publicidade na internet, nos três primeiros meses deste ano. Isto representa um crescimento de 45,8% em relação ao ano anterior, no mesmo período.

Portanto, planejar o conteúdo disponibilizado e acertar na linguagem para melhor interação deve ser a preocupação básica daqueles que administram a comunicação corporativa. Pois, os resultados e as informações coletadas a cada “clic” fundamentam o planejamento de comunicação e fortalecem o apoio ao planejamento estratégico da organização.

Com isso, concluímos que a beleza de um site é importante, mas o conteúdo é fundamental!

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Assessoria de imprensa fortalece a empresa

O trabalho de assessoria de imprensa, sem dúvida, fortalece a imagem institucional da empresa, agrega valor de comunicação à marca, produtos e serviços e, acima de tudo, estabelece um canal de comunicação mais fácil e verdadeiro junto à sociedade em geral, por meio dos órgãos de comunicação.

O detalhe fica sempre por conta da realização de um trabalho profissional, dentro do paradigma não só da empresa, mas, principalmente, da imprensa. Assim, muitas vezes é preciso refutar temas que são de relevância interna para as organizações em detrimento do que realmente é notícia. Afinal, como conta a máxima do jornalismo acadêmico, um cachorro mordendo uma pessoa é fato comum; já uma pessoa mordendo um cachorro é notícia!

Dentro desse panorama o assessor de imprensa deve estar atento a separar o joio do trigo e dar nomes e disposição correta ao que deve ser trabalhado dentro do perfil de cada mídia, observando as necessidades de cada órgão para aperfeiçoar o relacionamento com a empresa e facilitar o trabalho da imprensa.

É preciso também saber dimensionar a qualidade de informação que é comunicada pela mídia. Muitas vezes a quantidade é supervalorizada, no entanto, essa quantidade deve ser avaliada sob o prisma da positividade com que traz as mensagens e a repercussão junto ao público em geral.

Outro fato importante é mencionar que a assessoria de imprensa não deve ser necessariamente utilizada somente em situações negativas, ou como se diz no jargão: quando o portão já foi derrubado. A boa comunicação e o bom relacionamento com a imprensa devem ser permanentes, para quando houver uma situação divergente com o ponto de vista da sociedade, então haja um histórico de informação para abalizamento na hora de se compor uma matéria. Afinal, para aquela empresa que nunca fez questão de se comunicar fica difícil ter qualquer grau de credibilidade em uma situação adversa.

Cuidar da comunicação em todas as estâncias da empresa, seja ela internamente, ou externamente, só contribui para um padrão de excelência empresarial e para o desenvolvimento de nossas instituições, assim como da própria sociedade.

Do simples ao complexo: a vida de uma empresa

João um dia resolveu abrir um negócio; não seria mais funcionário e conduziria sua vida com sua própria cabeça. Comprou um carrinho, fe...