quarta-feira, 28 de maio de 2008

A grande virada

Para aqueles que desejam fazer uma revolução no sistema de comunicação de sua empresa, um conselho: identifique qual é o verdadeiro retrato de sua organização antes de dizer que ela é alta, de olhos verdes, simpática e bem humorada. É importante perceber com clareza, qual é a verdadeira identidade da empresa e como ela é percebida por seus idealizadores (grupo funcional) e públicos (clientes, fornecedores, comunidade, imprensa, sindicato, entre outros).

Para quem recorre à propaganda e publicidade para maquiar a imagem da empresa é bom refletir. Uma boa campanha publicitária pode ser comparada a um encontro marcado pela internet: um bom texto, uma imaginação criativa e a perspicácia comportamental podem ser a garantia de um encontro, mas nunca a continuidade de um relacionamento.

Entrar numa guerra sem saber se os soldados aliados estão preparados e motivados para ganhar é, no mínimo, temeroso. Portanto, a pesquisa minuciosa de comunicação interna e externa é um pré-requisito básico para se estabelecer um plano de comunicação que esteja em sintonia com o planejamento estratégico da empresa e com o interesse de todos, buscando ferramentas catalisadoras da motivação em prol de resultados satisfatórios para todos.

O que for apurado através dessa verdadeira “radiografia empresarial” pode ser um sinalizador importante para definir a estratégia de atuação da organização no campo da comunicação (interna e externamente), melhorando a aplicação de recursos, obtendo mais resultados e gerando melhor pré-disposição para com a empresa e suas ações.

A marca da empresa e seus produtos agradecem.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

A comunicação ajuda a fazer negócios?

Não só ajuda como é essencial à manutenção da imagem da empresa, de marcas e de produtos.

A confiabilidade na relação de negócios com os clientes é potencializada ou dizimada de acordo com a política de comunicação adotada por cada organização. Portanto, ter um programa de comunicação adequado para suplantar o planejamento estratégico das empresas é fator crucial para o sucesso de suas ações.

Como maximizar a qualidade de produtos e serviços sem ter pessoas preparadas, motivadas e integradas aos objetivos da empresa? Para que isso ocorra é preciso que as ações de comunicação sejam planejadas e tecnicamente adequadas para cada situação. Os veículos de comunicação têm que ser estudados e preparados adequadamente para levar mensagens, educar, motivar, informar, levar conhecimentos e promover a reflexão, enfim, comunicar. Com isso, as pessoas estarão mais preparadas para participar e apresentar os resultados esperados.

Décadas atrás existia um pensamento independente de cada departamento sobre sua importância dentro do contexto empresarial. Hoje, sabe-se que todos têm igual importância e significado perante os resultados finais das empresas. Isso quer dizer que a produção, a administração e o comercial, aqui representando todos, têm peso equivalente na balança organizacional, pois suas ações podem determinar o sucesso ou fracasso de cada empresa.

O papel da comunicação é justamente costurar os relacionamentos, ampliar conhecimentos, agregar valor às informações, simplificar e elucidar metas e objetivos, potencializar a auto-estima de cada um, gerar resultados. Afinal, se as pessoas são as maiores responsáveis pelo sucesso ou fracasso das organizações, então, a comunicação é o catalisador dos mecanismos psíquicos que impulsionam os seres à eficácia de suas ações.

terça-feira, 20 de maio de 2008

O poder da comunicação integrada

O que a propaganda, assessoria de imprensa, relações públicas, branding, marketing e comunicação interna têm em comum? O principal: a essência. Por isso, a integração entre todas as linhas de comunicação de uma empresa é essencial para o sucesso da imagem institucional da organização, relacionamento com os diversos públicos, prospecção de negócios, valorização da marca e, principalmente, pré-disposição de todos para com a empresa praticante da boa comunicação.

A comunicação integrada é a regência de todas as ferramentas, com o propósito de estabelecer uma linguagem unificada e maximizada. Assim, é possível ter um programa coerente com os interesses da organização e obter resultados satisfatórios, baseado num planejamento integrado aos objetivos da empresa.

Bem, posto à mesa, o que fazer para integrar a comunicação de maneira que os resultados possam ser apurados e, o mais importante, serem positivos? Algumas das medidas a serem adotadas passam pela pesquisa de comunicação interna e externa, montagem do “time de comunicação”, estabelecer um plano de comunicação (interno e externo) que sustente as ações da empresa em função de seus objetivos, criar ferramentas de avaliação e métodos de correção de desvios e aproveitamento de novas oportunidades.

Depois de adotadas todas as práticas e atitudes necessárias para a integração do composto de comunicação, então é preciso dimensionar os espaços de atuação e o budget anual, os quais são imprescindíveis para o sucesso do projeto.

O que é sempre bom lembrar e ter em evidência é que a comunicação empresarial é feita de pessoas, para pessoas. Portanto, conhecer o comportamento humano, os aspectos sociais e as melhores técnicas de comunicação são fatores essenciais para interagir, integrar e estabelecer a forma correta de comunicação da empresa com o mercado, comunidade, funcionários, sindicatos, imprensa, órgãos públicos etc.

terça-feira, 13 de maio de 2008

A comunicação e a boa gestão

Se a empresa é formada essencialmente por pessoas, então a comunicação é o princípio básico e primordial para se obter resultados e sucesso. É difícil perceber como uma empresa poderia passar para a sua equipe os planos estratégicos e operacionais de uma organização sem ter eficazes canais de comunicação. As pessoas precisam entender a importância do que está planejado, como são fundamentais para a obtenção de resultados e, principalmente, serem motivados para se alcançar objetivos.

As empresas se mostram cada vez mais perceptivas à importância de manter seus funcionários alinhados ao pensamento estratégico da organização. Os processos de comunicação são fundamentais para o gerenciamento de ações coordenadas que resultem no cumprimento de metas e objetivos.

É importante salientar que cada empresa tem sua própria realidade. Portanto, a fórmula da melhor comunicação pode variar. É preciso estar atento às necessidades de comunicação das equipes para utilizar o veículo e a forma correta de comunicação. Assim, a empresa estará empregando os mecanismos necessários, investindo corretamente e obtendo os resultados planejados. Sem contar que terá uma equipe mais integrada, motivada e preparada para responder aos desafios.

A construção de um plano de comunicação é essencial para dar “nome aos bois” e colocar o “trem no trilho certo”. As pessoas devem entender que a comunicação é papel fundamental para o sucesso e, portanto, responsabilidade de todos os departamentos, de todos os profissionais. O papel do líder é deflagrar esse pensamento por toda a organização e apoiar as ações necessárias para transformar o plano em realizações.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Construção de marcas

O planejamento de construção de marcas passa por um verdadeiro preâmbulo de comunicação. As diversas técnicas e artes da comunicação devem ser disponibilizadas para dar corpo ao planejamento, intensificando o número de respostas dos diversos públicos às ações realizadas pela empresa.

É essencial iniciar o processo de construção de marcas por meio de campanhas institucionais, reforçando os valores da marca e da empresa em si. Depois desse trabalho realizado, a empresa pode começar a divulgar seus produtos, tendo como garantia uma plataforma de relacionamento com os públicos, já estabelecida anteriormente.

A escolha dos veículos de comunicação também é um passo importante para a conquista de mercado e valorização da imagem que pretende se estabelecer. Por isso, nem sempre um maior gasto com mídia é sinal de bons resultados. É preciso conhecer e estabelecer uma comunicação que esteja dentro da realidade e dos momentos mais oportunos do público alvo. Uma pessoa que atue no setor agropecuário, numa fazenda do interior de Goiás, talvez não fique sensibilizada por uma comunicação de caráter megalópole. É preciso ter a correta leitura da melhor maneira de se comunicar com públicos específicos, obtendo assim, um relacionamento mais interativo e propício para ambas às partes.

Uma das principais coisas que temos a relevar no planejamento de comunicação é a cultura local e até mesmo individual de quem estaremos nos relacionando. Respeitar a individualidade, a crença e a forma de pensar dessas pessoas pode ser o grande passo para a conquista de uma comunicação verdadeira e benéfica para ambos.

A construção de marcas passa por todos esses valores. E tendo esses princípios como bússola é sempre mais fácil construir um plano de comunicação com garantia de resultados, com conquista de públicos, com marcas de sucesso.


domingo, 4 de maio de 2008

A comunicação e o Carnaval

Quando tive a oportunidade de fazer assessoria de imprensa para a Escola de Samba Nenê de Vila Matilde, percebi que existem muitas semelhanças entre uma escola de samba e uma empresa. Desde a estrutura organizacional, o planejamento estratégico, os departamentos, a operacionalização das tarefas, a importância de cada membro para o sucesso de todos e, principalmente, como a comunicação é importante para a obtenção de resultados e o sucesso.

O sonho que nasce na cabeça de um carnavalesco consegue ser compartilhado e repassado para todos os elementos da escola através do presidente da entidade, dos diretores de cada setor, dos compositores através do samba enredo, enfim, através de diversos canais de comunicação que levam ao entendimento geral, propagam um objetivo comum e motivam os integrantes a lutarem por algo comum e que por mais difícil que seja, sempre há motivação para alcançá-lo.

Para fazer com que todos entendam como cada um tem papel fundamental para que a escola faça um grande desfile, pois vencer é uma conseqüência, é preciso haver unidade. O passista precisa saber que ele faz parte de algo maior e que seu trabalho compromete o resultado de um grupo, de uma escola, de uma comunidade. Dentro desse princípio, todos ficam comprometidos com o objetivo da escola e mutuamente se motivam durante todo o ano, até a chegada do dia “D”, o desfile.

Fica aqui mais uma lição empresarial. É preciso entender as pessoas, trabalhar as comunicações dentro de sua realidade e ter o feeling para traduzir conceitos complexos para a realidade comum, tal qual faz um carnavalesco, que com talento e comunicação faz com que todos compreendam e executem ações que, às vezes, estão muito além da imaginação.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

A força da comunicação interna

Cada vez mais as empresas funcionam como grandes times de futebol. Quando existe uma deficiência na defesa, no meio de campo ou no ataque então todo o time “paga o pato”.

A integração entre todos os setores é fator fundamental para a conquista de grandes resultados e mais do que isso, para atingir um objetivo. Um departamento que não entende o planejamento de sua empresa, de como sua atuação é fundamental para o sucesso da organização, ou mesmo como sua contribuição gera resultado, torna-se uma figura apática e um peso morto para toda a equipe.

É muito importante que todos dentro dos grupos sintam-se como essenciais para o desenvolvimento da equipe e para as conquistas. Não existe time campeão sem uma equipe integrada, preparada e motivada para vencer desafios. Já presenciamos equipes formadas por grandes personalidades, grandes craques, mas sem o fator integração, tornam-se apenas equipes sem brilho frente às muitas que existem em todo o planeta. A diferença sempre está nos detalhes.

A questão da comunicação é tão importante para o sucesso de qualquer atividade, que o próprio esporte ensina, quando não há integração entre todos os participantes, não há vontade de vencer desafios, não há conquistas e sobram prejuízos para todos. Quando tudo é planejado, todos estão de acordo e prontos para superar as próprias limitações, então temos um time coeso, motivado e com um potencial de vitória superior à maioria.

Portanto, a comunicação interna é fator estratégico para o sucesso de times e organizações, porque amplia o leque de oportunidades de participação para todos, divide responsabilidades pelos resultados, motiva grupos em torno de idéias e objetivos e contribui decisivamente para a geração de resultados.

É importante sabermos que a responsabilidade de uma comunicação fluente e contundente dentro de qualquer grupo não é apenas responsabilidade de seus gestores ou mesmo de setores específicos, mas de todos que estão dentro desses grupos, afinal é algo que deve ser percebido e praticado diariamente, apenas a condução e forma de praticá-la deve ter um pontapé inicial dado por suas lideranças.

Do simples ao complexo: a vida de uma empresa

João um dia resolveu abrir um negócio; não seria mais funcionário e conduziria sua vida com sua própria cabeça. Comprou um carrinho, fe...